50 anos após o crime, caso da estudante Jane Britton é encerrado

0
67

Meio século após a descoberta do corpo de Jane Britton, estudante de antropologia da Universidade de Harvard, o caso de seu assassinato finalmente teve um desfecho. A investigação, pasta mais antiga do gabinete da procuradora Marian Ryan, do condado de Middlesex, foi encerrada após análises de materiais genéticos de possíveis suspeitos, que identificou o falecido Michael Sumpter, como o autor do bárbaro crime.

Jane foi encontrada já morta em seu apartamento em janeiro de 1969. Com evidentes sinais de abusos sexuais, a investigação tornou-se um dos maiores mistérios da época, especialmente pela identificação de uma espécie de pó vermelho no corpo, rementendo a possíveis rituais persas, objeto de estudo de sua pesquisa acadêmica. O corpo foi descoberto pelo seu namorado, após o rapaz perceber qua a jovem não havia estado presente em um teste que foi realizado no fatídico dia.

Leia mais…

Ler Mais em: Mega Curioso