Áridos e omitidos: os campos de concentração da seca no Brasil

0
95

Muito embora os campos de concentração tenham caído no conhecimento mundial através do Holocausto na Alemanha nazista, a ideia desse tipo de confinamento civil que explorava o regime de escravidão, promovia o extermínio, a tortura e a mão-de-obra, data de até centenas de anos atrás, com os russos fazendo isso desde meados do século XVIII. Oficialmente, foram os espanhóis que geraram o termo “campo de concentração” em 1896, durante uma rebelião em Cuba. Logo após isso, no ano de 1900, os Estados Unidos foi o segundo país a instaurá-los, já se valendo desse nome.

Com base em ideologias, designações militares e políticas totalitárias, civis eram forçados a deixarem as suas casas e a se reunirem sob a guarda nesses locais. Durante a Segunda Guerra Bôeres, em novembro de 1900, o Império Britânico arrancou as pessoas de seus lares e as jogou nesses campos, para que os oficiais pudessem destruir as suas plantações e fazendas, fazendo com que o exército inimigo perecesse sem fontes de alimento. Estima-se que cerca de 28 mil civis morreram em decorrência de inanição, pneumonia, tifo e desinteira.

Leia mais…

Ler Mais em: Mega Curioso