Terça-feira, Maio 22, 2018
Inicio Blog

Divulgaram novas imagens capturadas pelo Hubble — e elas são lindíssimas

0

Um dos “fotógrafos” mais ilustres do cosmos

Se você é fã de astronomia, então já deve ter ficado maravilhado com mais de uma imagem capturada pelo telescópio espacial Hubble — que se encontra em missão desde os anos 90. No início, o equipamento apresentou uma série de problemas que quase puseram a perder todo o esforço e investimento bilionário feito para colocá-lo no espaço. Mas tudo foi solucionado e, desde então, o ilustre telescópio vem brindando a humanidade com vislumbres espetaculares do Universo.

Recentemente, o pessoal da Agência Espacial Europeia — ESA — divulgou uma nova leva de imagens capturadas pelo Hubble e, como já era de se esperar, elas são belíssimas. Mais especificamente, segundo Linda Smith, da ESA, os registros revelam estruturas cósmicas presentes no Universo local, como galáxias e “maternidades” estelares, insto é, lugares onde ocorre a formação de estrelas.

Leia mais…

Ler Mais em: Mega Curioso

Verdade ou conspiração? Tradutora diz ter prova do suicídio de Adolf Hitler

0

E aí, será mesmo?

Se você gosta de história, provavelmente já ouviu diversas teorias conspiratórias a respeito da morte de Hitler, não é mesmo? E o Mega Curioso inclusive já falou desses rumores; se você ainda não conferiu, corra lá!

E o que nós viemos trazer a vocês hoje é algo com certo potencial de acabar com essas teorias. Trata-se do livro de memórias escrito por uma tradutora russa que trabalhou em Berlim em 1945. A função de Yelena Rzhevskaya era basicamente traduzir os interrogatórios feitos com os oficiais alemães capturados pelos russos, mas em maio de 1945 seu trabalho ficou um pouco mais complicado.

Leia mais…

Ler Mais em: Mega Curioso

China já lançou satélite Queqiao para o lado oculto da Lua

0

A China lançou, esta segunda-feira, um satélite de retransmissão para assegurar a comunicação com a sonda lunar Chang’e-4, que será lançada em breve, para explorar o lado oculto da Lua.
O satélite Queqiao foi transportado por um foguetão Longa Marcha-4C, a partir do centro de lançamento de satélites Xichang, no sudoeste da China, informou a agência noticiosa oficial Xinhua, que cita a Administração Nacional Espacial da China.
“O lançamento é um passo chave para que a China atinja o seu objetivo, de ser o primeiro país a enviar uma sonda para aterrar no lado mais longínquo da Lua“, afirmou Zhang Lihua, responsável pelo lançamento.
25 minutos após o lançamento, o satélite separou-se do foguetão e entrou em órbita.
Cientistas e engenheiros chineses esperam que o Queqiao sirva para os controladores comunicarem com o Chang’e-4, a sonda que, no final do ano, deverá aterrar no lado da Lua não visível da Terra. A sonda irá aterrar na bacia do polo Sul lunar Aitken.
“Desenhamos uma órbita em redor do ponto Terra Lua L2, a partir de onde o satélite transmissor poderá ‘ver’ tanto a terra como o outro lado da Lua”, afirmou Bao Weimin, diretor da Comissão de Ciência e Tecnologia do Espaço Aéreo da China, citado pela Xinhua.
Está previsto que o satélite, que pesa uns 400 quilos, opere durante os próximos três anos.
Além de um conjunto avançado de instrumentos para estudar a superfície lunar, o módulo de aterragem também vai carregar um recipiente cheio de sementes e insetos. O designer, Zhang Yuanxun, explicou ao China Daily que a “embalagem vai enviar batatas, sementes de arabdopsis – uma flor da Ásia e da Europa – e ovos de bicho-da-seda”.
“Os ovos também vão chocar bichos-da-seda capazes de produzir dióxido de carbono, enquanto que as batatas e sementes emitem oxigénio através da fotossíntese. Juntos, conseguem formar um ecossistema simples na Lua”, explicou no início do ano.
Graças à descoberta de água no estado líquido, a comunidade de exploração espacial definiu que aquele será o melhor local para estabelecer uma base lunar. A este respeito, a Chang’E 4 está a investigar a possibilidade de os humanos viverem e trabalharem na Lua.
Em 2013, a China conseguiu aterrar uma sonda espacial na Lua, pela primeira vez, numa proeza só realizada até então pela Rússia e pelos EUA. Até agora, realizou cinco missões tripuladas, a primeira em 2003 e a mais recente em 2013, enviando para o espaço dez astronautas (oito homens e duas mulheres).
O país prevê iniciar, em 2019, a construção de uma estação espacial, que deverá estar concluída em 2022, e terá presença permanente de tripulantes.
Fonte: ZAP

Ler Mais em: ùltimas Curiosidades

Há lagartos com sangue verde que os deveria matar (e é um mistério científico)

0

Os lagartos de pele lisa da Nova Guiné com sangue verde são frequentemente agrupados na mesma espécie, Prasinohaema, com base somente na coloração do seu sangue.
A rara coloração surge de excecionalmente altos níveis de concentração de biliverdina, ou pigmento biliar verde. Nos mamíferos, a biliverdina é convertida na tóxica bilirrubina, que causa icterícia nos recém-nascidos.
Surpreendentemente, os lagartos de sangue verde permanecem saudáveis mesmo com níveis de bílis verde 40 vezes maior do que a concentração letal para humanos.
“Além de ter a maior concentração de biliverdina alguma vez registada num animal, estes lagartos desenvolveram de alguma forma uma resistência à toxicidade da bílis pigmentada, explicou Zachary Rodriguez, um candidato a doutoramento na Universidade Estadual do Louisiana, nos Estados Unidos.
“Compreender as mudanças fisiológicas que permitiram a estes lagartos permanecer livres de icterícia pode-se traduzir em abordagens não tradicionais a problemas de saúde específicos.”
Para estudar o histórico evolucionário dos sangue verde, Rodriguez e os co-autores examinaram 51 espécies de lagartos da Australásia – a zona que inclui Austrália, Nova Zelândia, Nova Guiné, e algumas ilhas da Indonésia -, incluindo seis espécies com sangue verde, duas das quais são novas espécies.
Os investigadores analisaram ADN de um total de 119 indivíduos (27 lagartos de pele lisa de sangue verde, Prasinohaema, e cerca de 92 lagartos de sangue vermelho). Assim, descobriram que há quatro linhagens separadas de lagartos de sangue verde, e todas partilham provavelmente um ancestral de sangue vermelho.
“Estamos entusiasmados com o histórico complexo destes animais e surpreendidos com o tamanho das linhagens dos lagartos de sangue verde entre a espécie”, explicou Rodriguez.
O sangue verde provavelmente emergiu de forma independente em vários lagartos, o que sugere que este tipo de sangue possa ter um valor adaptativo.
Níveis ligeiramente elevados de bílis pigmentada noutros animais, incluindo insetos, peixes, sapos, desempenharam papeis potencialmente positivos nesses animais.
Estudos anteriores mostraram que a bílis pigmentada pode agir como um antioxidante, bem como prevenir doenças durante a fertilização in vitro. Contudo, a função desta bílis nos lagartos continua incerta.
Os resultados do estudo foram publicados na quarta-feira na revista científica Science Advances.
Fonte: ZAP

Ler Mais em: ùltimas Curiosidades

Cientistas chineses descobrem origem de ‘sinais extraterrestres’

0

Cientistas chineses encontraram uma nova explicação para as misteriosas rajadas rápidas de rádio, quando em apenas alguns milissegundos é emitida uma grande quantidade de energia. Uma das hipóteses sugere que o fenómeno se deve a actividades de civilizações extraterrestres, mas especialistas chineses apontam para outra origem.
A primeira rajada rápida de rádio foi detectada em 2001 por um radiotelescópio na Austrália e, desde, então foram registadas dezenas de outros casos deste fenómeno. Entre as possíveis razões são indicadas a fusão de estrelas de neutrões ou a transformação de pulsares pesados em buracos negros (blitzar). Mas nem todos os especialistas aceitam estas hipóteses.
Cientistas da Universidade de Nanquim, China, acreditam que os "sinais extraterrestres" são originados por um tipo específico de estrelas de neutrões — as "estrelas estranhas", informa a revista Science Alert. Nos núcleos destes corpos celestes se forma uma "sopa" de quarks, constituída por três tipos de partículas, conhecida como "matéria estranha".
Segundo a teoria dos especialistas chineses, nas estrelas às vezes se forma uma matéria de hádrons (constituída por neutrões) que é desalojada da estrela, formando uma crosta na sua superfície. Com o tempo, a crosta fica mais pesada e, em dado momento, se despedaça.
Uma estrela de quarks sem crosta se torna por algum tempo uma fonte de pares de electrões posítrões, gerando um campo eletromagnético e fazendo com que os electrões e posítrões acelerem até velocidades próximas da velocidade da luz. Ao acelerarem, as partículas emitem uma radiação coerente que é detectada como uma rajada de rádio.
Em seguida, a crosta se recupera e o ciclo se repete. A formação de nova crosta de hádrons pode levar muito tempo, o que explica os casos raros de rajadas rápidas de rádio.
Fonte: Sputnik News

Ler Mais em: ùltimas Curiosidades

Mais 11 fotos que registram o momento exato de um acidente

0

Seres humanos desastrosos que irão trazer diversão para a sua segunda-feira

acidente

acidente

Leia mais…

Ler Mais em: Mega Curioso

O dia começou ruim? Estas fotos vão ajudar você a se sentir um pouco melhor

0

Pense em pessoas azaradas…

Quem nunca teve um dia em que o universo parecia estar conspirando para que desse tudo errado? Tipo aquela manhã em que você acordou atrasado, descobriu um pneu furado e seu chefe decidiu madrugar e chegou ao trabalho de péssimo humor, sabe?

Pois, para que você se sinta “menos pior”, reunimos uma seleção de fotos de pessoas muito azaradas e que também tiveram surpresas nada agradáveis durante o dia. Compartilhadas por ? Viktorija G., do site Bored Panda, elas são garantia de boas risadas. Confira:

Leia mais…

Ler Mais em: Mega Curioso

Ferramenta usa inteligência artificial para visualizar interior de células

0

Tecnologia pode ser usada para melhor compreender o desenvolvimento de doenças

Cientistas desenvolveram uma ferramenta que utiliza inteligência artificial para visualizar as estruturas dentro de uma célula, mesmo que só se tenha imagens de seu exterior. A Allen Integrated Cell, disponível gratuitamente online, cria imagens 3D que podem auxiliar os pesquisadores a compreender melhor o desenvolvimento de uma doença.

Essa ferramenta foca em células-tronco, aquelas que ainda não se diferenciaram para dar origem a um determinado tecido. Segundo Greg Johnson, cientista do Instituto Allen, se entendermos melhor o funcionamento interno de uma célula saudável, poderemos compreender o que há de errado em uma célula cancerígena, por exemplo; “isso nos permite retroceder no tempo e observar a evolução da doença, e, com isso, possibilitará o diagnóstico em um estágio inicial”, ele complementa.

Leia mais…

Ler Mais em: Mega Curioso

Você vai ficar impressionado com as manobras feitas por este caça russo

0

O “aviãozinho” é espantoso — e o piloto manda bem também!

Você é fã de aviação militar? Há cerca de 10 anos, mais ou menos, os russos revelaram o protótipo de um caça chamado Sukhoi Su-35, um aviãozinho que consiste em uma versão modernizada dos Sukhoi Su-27 “Flanker” — caças de alta manobrabilidade projetados no final da Guerra Fria.

Pois os Sukhoi Su-35 são ainda melhores que seus antecessores e, além de apresentarem supermanobrabilidade, essas belezinhas são capazes de atingir velocidades máximas de 2,5 mil quilômetros por hora, mais ou menos, e de detectar alvos a mais de 400 quilômetros de distância — e rastrear até 30 deles ao mesmo tempo.

Leia mais…

Ler Mais em: Mega Curioso

Mais 20 fotos pouco conhecidas que congelaram momentos da História

0

É sempre importante olhar para trás e conhecer o próprio mundo

foto histórica

foto histórica

Leia mais…

Ler Mais em: Mega Curioso