12 Teorias para a queda do avião Malaysia Airlines MH370

São inúmeras as teorias sobre o desaparecimento do Malaysia Airlines MH370. Suicidio, OVNIs, terrorismo, etc. Apesar do avião ter sido dado como tendo caído no mar, a verdade é que não existem destroços ou qualquer prova de tal facto. Publicamos aqui 12 possíveis teorias sobre este mistério.

1. Explodiu no ar: o avião teria explodido em pleno voo. Se fosse verdade, os destroços deviam estar no mar na região do último contato, o que não aconteceu.
2. Queda no Mar: para mim, esta é a teoria mais provável. E se caiu no mar, tem de haver destroços. O impacto do avião com a água deve ter despedaçado o mesmo, e várias partes de um avião boiam na água, como os acentos. Como o oceano é gigantesco, eles presumem o local onde deveria estar quando sumiu e concentram suas buscas naquela região. Só que nada foi encontrado até o momento. Novos dados sugerem que o avião navegou horas em direção ao oceano Índico e as buscas começarão a ser feitas na área.
3. Torno-se Invisível ou Desapareceu no Ar: Esta teoria é sensacional. Deborah Dupre escreveu no Examiner levantou esta hipótese. O avião poderia ter desaparecido ou tornado-se invisível por meio da utilização de uma avançada tecnologia, eletrônica, que vem sendo desenvolvida, em vários países, no campo dos armamentos. É uma idéia interessante, considerando que das 239 pessoas à bordo daquele vôo 20 são (ou eram) pessoas envolvidas exatamente com a chamada tecnologia para fins de defesa de ponta eletrônica aeroespacial, nas já antevistas, guerras eletrônicas.
4. Queima de Arquivo: Lembra que no avião existiam 20 ou mais pesquisadores altamente capacitados que trabalhavam com tecnologia de ponta? Essas 20 pessoas eram pessoas importantes no cenário das tecnologias de última geração, todas trabalhavam para uma mesma empresa: a corporação Freescale Semiconductor, Inc.  A Freescale Semiconductor, Inc confirmou essa informação: dos vinte, doze residiam na Malásia e oito, na China. E não estavam envolvidas somente com E-WARFARES – Guerras eletrônicas. Em aspecto amplo, lidam com a chamada energia de RF – Radiofrequência em um espectro de aplicações muito mais amplas.
Se é verdade que trabalham com a indústria aeroespacial e de defesa nos Estados Unidos, também é fato que são criadores de soluções para veículos e muitos outros ‘dispositivos elétricos.
Sediada em Austin – no estado do Texas, a Freescale é lider mundial em equipamentos avançados para o mercado automotivo, como veículos híbridos e totalmente elétricos, infraestrutura sem fio, gerenciamento de energia inteligente, dispositivos médicos portáteis, aparelhos de consumo (em massa, cotidianos) e dispositivos móveis inteligentes.
Empresas como a a Freescale estão destinadas a ser o fim de linha para a energia gerada pelo petróleo, por exemplo e principalmente.
Um passo tecnológico histórico, revolucionário que já vem sem adiado há muitas décadas para não ‘incomodar a indústria petroleira, por exemplo – bem como os fabricantes de produtos, como carros, caminhões, movidos por esse tipo de combustível.
Então amigo, a industria do petróleo poderia ter dado um fim no avião, pois repor 20 cientistas gabaritados leva tempo. Quem assistiu Gigantes da Industria sabe do que os grandes bilionários são capazes para ter cada mais dinheiro… É o que pode ter acontecido na explosão de Alcantara no lançamento do primeiro foguete Brasil.
5. Ataque Terrorista: dois iranianos embarcaram com passaportes falso. Isso levantou a suspeita de atentado terrorista. Mas é provável que não.
6. OVNIs: Um OVNI teria sido detectado em radar nos momentos próximos ao sumiço do avião. Além disso, John Ventre, diretor da Mufon, afirma que o vôo 370 da Malásia pode ter sido levado por extraterrestres. Ele enviou um pequeno artigo para muitos sites de OVNIs intitulado:
7. Pousou em uma remota ilha do oceano indico: A sugestão é baseada na análise dos dados de radar apresentada nesta sexta-feira pela Reuters, indicando que a aeronave não estava voando de forma “cega” em direção ao noroeste. Citando fontes não identificadas que “estão familiarizadas” com a investigação, a Reuters reportou que seja lá quem for que estava pilotando o avião perdido, estava seguindo os pontos de navegação que levariam a aeronave até as Ilhas de Andaman. Os dados do radar não mostram a aeronave sobre as Ilhas Andaman, mas somente uma rota conhecida que levaria até elas, citou a Reuters.
8. Entrou em uma Nuvem Eletrônica: Nuvens eletronicas causam perda temporal e fazem os aparelhos enlouquecerem e foram descritas no livro “The Fog: A Never Before Published Theory of the Bermuda  Triangle Phenomenon” (“A Neblina: uma teoria jamais publicada sobre o fenômeno do Triângulo das Bermudas”),  de autoria de Rob MacGregor e Bruce Gernon,  onde eles contam um relato acontecido com eles. Será que o avião entrou em uma destas nuvens, seus instrumentos enlouqueceram e eles voaram em direção errada?
9. Triângulo do Dragão ou Mar do Diabo: muitas pessoas começaram a associar que o Triângulo do Dragão, que é conhecido como Triângulo das Bermudas do Pacífico. O local é famoso pelo desaparecimento de navios, aviões e submarinos. Será que ele sumiu com mas um avião? Pouco provável, pois a última localização conhecida do avião estava a mais de 2.500 do local.
10. Teorias Malucas: olha, vi cada teoria. que vai desde sequestrado por elfos, até ser atingido por um meteoro.
11. Suicídio: A polícia agora investiga se o piloto teria derrubado a aeronave numa tentativa de suicídio. A informação é do jornal local “The Star”, que cita como fonte o ministro dos Transportes da Malásia, Datuk Seri Hishammuddin Hussein.
Autoridades malaias acreditam que alguém a bordo desligou os sistemas de comunicação quando o avião atravessava o Golfo da Tailândia.
A polícia da Malásia está checando detalhadamente o histórico dos pilotos e do pessoal em terra para quaisquer pistas sobre um possível motivo para o que eles dizem agora que está sendo tratado como uma investigação criminal.
Quando lhe perguntaram se a hipótese de um piloto ou copiloto suicida está sendo considerada, o ministro interino dos Transportes da Malásia, Hishammuddin Hussein, confirmou que a hipótese está sendo apurada: “Estamos examinando isso. Mas é apenas uma das possibilidades sob investigação”, acrescentou.
Questionado se Zaharie Ahmad Shah, de 53, comandante da aeronave, ou algum outro membro da tripulação, ou mesmo um dos passageiros, tinha problemas emocionais, Hussein não deu mais detalhes: “Não posso dizer isso neste momento”, declarou, argumentando que o governo malaio não vai reter nenhuma informação nova sobre o caso, mas não sem antes confirmá-la.
O foco nos pilotos começou depois da descoberta de que as últimas palavras recebidas em terra foram pronunciadas pelo segundo comandante, no momento que coincide com o que os principais sistemas de comunicação da aeronave foram deliberadamente desligados.
À 1h19 de 8 de março (um sábado, 14h19 de sexta-feira no horário de Brasília), 38 minutos após a decolagem do Boeing 777 de Kuala Lumpur com destino a Pequim, o controle aéreo registrou a última comunicação oral a partir da cabine do piloto: “Tudo bem, boa noite”.
Estas poucas palavras em inglês (“All right, good night”), pronunciadas de maneira descontraída segundo as autoridades malaias, foram uma resposta aos controladores de voo que anunciaram à tripulação que o avião se preparava para deixar o espaço aéreo malaio.
“As investigações preliminares sugerem que era o copiloto quem falava”, afirmou nesta segunda-feira o CEO da Malaysia Airlines, Ahmad Jauhari Yahya, durante uma coletiva de imprensa.
12. Foi para em uma base controlada pelo Talibã: Com as suspeitas de que o Capitão Zharie Ahmad Shah, piloto do Voo 370 que desapareceu há mais de uma semana, seja cúmplice do sequestro da aeronave, fala-se agora que a mesma pode estar numa base controlada pelo Talibã, no Afeganistão.
Alega-se que o Capitão Shah tenha sido um simpatizante e apoiador do líder da oposição do seu país, Anwar Ibrahim, o qual foi preso por homossexualismo (comportamento ilegal na Malásia), somente horas antes do desaparecimento do Voo 370 com 239 passageiros e tripulação a bordo.
Em uma nova revelação do Primeiro Ministro Najib Razak sobre o caso, também foi informado que a esposa do piloto e seus três filhos se mudaram de sua casa um dia antes do desaparecimento do avião.
A procura pela aeronave agora cobre 11 países e os peritos concordam que o Boeing 777 foi sequestrado, ou sabotado, e uma das teorias que foi levantada é a de que a aeronave está sendo mantida numa área do Talibã para ser usada futuramente.
O engenheiro de voo, Mohd Khairul Mari Selamat, de 29 anos de idade, também está sendo investigado.

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *